Caraguatá uma planta para sobrevivência!

Caraguatá vem do tupi-guarani e significa “erva da folha fibrosa.
Também chamada de: Caraguatá do Campo ou Gravatá do cerrado, bromélia pinguim, caravatá, gravatá.
Origem: encontrada nos cerrados de campo e matas de transição do centro do Brasil até o sul.
Descrição: família das Bromeliaceae, existem cerca de 4 mil espécies, sendo cerca de 1.250 no Brasil.
Características: as folhas são ensiformes, fibrosas, duras, aculeadas nas bordas, dispostas em amplas rosetas de cor verdes tendo vermelhas na base e as extremidades avermelhadas, medindo até 1,5 metros de comprimento.
As flores estão reunidas em uma espiga atracada ao eixo grosso.
Usos: frutifica em maio a julho. Os frutos são grandes a depender da variedade podem ser doces ou ácidos. A variedade de frutos grandes e doces é muito boa para o consumo in-natura; enquanto que a variedade comum é mais usada no preparo de xaropes para gripe.
Essa planta armazena água da chuva entre suas folhas, isso beneficia muitos animais como insetos, aracnídeos, anfíbios, répteis, aves e mamíferos são atraídos pelas flores e frutos.
Veja o Vídeo e Fique preparado!

 

Caraguata

Colaborador É Nóis Na Mata É Nóis Na Mata

Clemerson Passos Escreveu 5 post para esse blog.

Clemerson Passos Pescador e amante das artes mateiras! https://www.youtube.com/clemersonpa

Visite a Loja do Sobrevivencialismo


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *